Biombo Escuro
Essenciais 2021

Capitu e o Capítulo

Se partirmos da premissa que qualquer cadeia de relações interpessoais seja, em um primeiro momento, composta a partir de hiatos, então encontramos a partir dela o mecanismo mor de Capitu e o Capítulo. Porém, trata-se aqui de um hiato em constante expansão, onde as relações entre os personagens se desenvolvem apenas para se tornarem ainda mais turbulentas e confusas. Pelo close-up nos olhos injetados de Capitu e seu paralelo com as ondas do mar, está a própria regressão, tanto formal quanto metafórica. No cotidiano da relação, não resta mais nada entre ela e Casmurro, e no entanto sempre se tensiona a ser.

Essenciais 2021

Cabeça de Nego

Tecnicamente é uma obra de 2020, contudo, teve o seu lançamento comercial apenas em 2021. Déo Cardoso explora, aqui, uma história que todo mundo conhece e já ouviu, de injustiça e revolta, em que o resultado é uma ocupação escolar com base ideológica envolta dos Pantera Negras. É uma película didática, sim, mas foge de qualquer outro filme naturalista maniqueísta de discurso superficial, trazendo a tona um grito sobre os limites estruturais e democráticos do nosso país, circundando e problematizando todo um fatorial longe de apenas se limitar ao sistema.

Essenciais 2021

A Última Floresta

É um filme que passeia entre o documental e a ficção. Expondo, em primeiro plano, a visão narrativa indígena, desde a reencenação da origem do mundo, aos discursos de resistência e a contemplação de suas terras e o seu cotidiano.

Essenciais 2021

Madalena

Madalena é um longa metragem dirigido por Madiano Marcheti. Estruturado como uma série de três contos sobre vidas numa cidade interiorana do Mato Grosso do Sul. As histórias contadas giram em torno de Madalena, uma mulher trans assassinada. Os horizontes sem fim das plantações de soja são filmados com beleza e perturbação, enquanto as performances empregam um naturalismo belo e mundano em seus personagens. É uma história de protesto, que se passa no coração do país que mais mata transexuais no mundo.

Essenciais 2021

Febre 40º

Curta metragem bomba-relógio: imagens e animações que saltam aos olhos e produzem uma sensação explosiva proposital. Em uma divagação sobre a libido na era virtual, a diretora Natália Reis extrai um retrato de gracejo das atuais relações maquinárias de afeto e mostra como mesmo nas relações mais enérgicas tudo se mostra continuamente volátil, saturado e, de certa forma, pixelado. Nessa distorção na relação clássica indivíduo(s) x indivíduo(s), os seres passam a materializar suas pulsões através do LED e da abstração tensional.

Essenciais 2021

Nuvem Rosa

Na vida antes do rompante da pandemia, era difícil vislumbrar uma situação de isolamento social e coletivo no grau em que se deu. Mas Nuvem Rosa, dirigido pela gaúcha Iuli Gerbase já imaginava a existência torturante de afastamento compulsório. Filmando os espaços confinados de um apartamento com precisão, esse longa é uma ficção científica que não tardou a se concretizar. A nuvem rosa que aparece repentinamente e obriga todos a se confinarem colore o filme com tons pastéis com ecos sinistros, e a abordagem do envelhecimento nesse contexto ecoa com Tempo, filme mais recente de M. Night Shyamalan.

Essenciais 2021

Marinheiro das Montanhas

Em seu mais novo filme, Marinheiro das Montanhas (2021), o cineasta Karim Aïnouz relata num diário multilinguístico uma viagem em direção a seu passado. Utilizando-se de uma estrutura não estranha a sua filmografia, como no similarmente multi facetado Viajo Porque Preciso, Volto Porque te Amo (2009), Karim constrói uma narrativa a partir de um diário de viagem, na sua primeira visita ao país de origem de seu pai, a Argélia - mais especificamente na região montanhosa da Cabília. É o retorno para uma casa que ele nunca conheceu.

Essenciais 2021

Medusa

Uma autêntica obra da jovem diretora Anita Rocha da Silveira, Medusa é um filme que se constrói ao vislumbrar a história de uma cidade regida pela agenda moral neopentecostal, que cresce cada vez mais no Brasil. Dialogando com o gigante do terror italiano Dario Argento, o longa aborda principalmente a experiência feminina diante da moralidade evangélica, e a fuga da protagonista Maria para um limbo de liberdade física e espiritual.